Tortoise Hill na minha taça!

Ahhh!! Surpresa agradável! Sim, essa foi ao abrir essa garrafa. É aquele vinho que você ver sempre ali na prateleira, mas não pega, está nas degustações, mas não experimento… Foram assim nos últimos anos. Mas sábado o tempo virou e pensei, vou em um “Novo Mundo” de outras terras, tenho o hábito de ficar em Argentina e Chile, sabe?! Coisas de Márcia!!! E aí me aventurei ao Sur da África.  Tudo bem, ele tem um “parentesco” na Argentina, o querido Colomé que também pertence ao grupo Hess Family Estate.

Vamos falar do vinho… Aromas bem impactantes,  frutas vermelhas, um toque  de couro e terroso. Só pelo bouquet conquistou o Gianni, eu me surpreendi positivamente. Nada exagerado de madeira. Na boca está redondo, os primeiros goles achei cheio e marcante.  Mas é um vinho de corpo médio e não pode mos nos aventurar na gastronomia… Ao prepararmos brusquettas e  colocarmos aliche em algumas, o vinho sumiu. Fica a dica! Nada de aliche com esse vinho!!! Acredito que tenha sido o sal e a falta de acidez do vinho que não casou mesmo!  Certamente combina com uma carne vermelha tipo churrasco e uma boa pizza com bastante queijo.

tortoisehill2

Gostei do vinho! O preço é bem legal e vale a pena ter na listinha para degustar!!!

VINHO: TORTOISE HILL / VINÍCOLA: GLEN CARLOU / SAFRA: 2010 / CASTAS: CABERNET SAUVIGNON, MERLOT, SHIRAZ E MOURVEDRE / IMPORTADORA: DECANTER VINHOS

Deixe uma resposta